guto lacaz_ antimatéria

10 nov_ 2022 - 18 fev_ 2023

guto lacaz_ antimatéria

Antimatéria é o oposto da matéria.

As antipartículas possuem as mesmas características das partículas elementares, mas apresentam cargas elétricas opostas. Para Guto Lacaz, essa definição é uma maneira de entender sem entender.

Com referências a grandes artistas construtivistas, como Sérvulo Esmeraldo e Carlos Cruz-Diez, e características marcantes da optical art, a exposição conta com obras inéditas no andar térreo da galeria. A expografia idealizada por Guto dialoga com a arquitetura da galeria, respeitando o rigor multidisciplinar do design. Dispostas de modo alinhado, as peças criam um eixo, causando um efeito coletivo e individual entre as obras. Esse jogo caracteriza a abordagem do universo de Guto, que pesquisa os materiais em situações inusitadas, com olhar lúdico e recursos de caráter tecnológico e provocador.

A exposição Antimatéria parte de uma única ideia: propor uma ocupação radical, em que a obra possa dialogar com as formas arquitetônicas da galeria. Dessa maneira, a antimatéria provoca olhares sobre o que é a materialização do vazio; “um blefe”, comenta o artista.

Guto Lacaz é uma presença inédita no cenário da arte contemporânea.

Formado em eletrônica industrial e arquitetura. Sua produção tramita entre desenho, design, escultura, performance e instalação. Por meio de objetos do cotidiano, Guto explora as possibilidades tecnológicas da arte com humor e ironia, dando origem a uma obra consistente. Sua afinidade com a optical art e com mestres construtivistas (Kazimir Malevich, Piet Mondrian e etc) – se manifesta na exposição e nos surpreende.

A relação entre o artista e o galerista é, muitas vezes, de admiração, inspiração e respeito. A relação entre Guto Lacaz e Raquel Arnaud, entretanto, nasceu há muito tempo já que são primos. Além de terem uma grande amizade, Raquel testemunhou os conflitos vivenciados por Guto sendo artista e sua evolução. Em suas conversas, Guto dizia que fazia umas construções. Um dia, mostrou uma delas a Raquel, dizendo: “olha o trabalho que faço”. Sem titubear, ela respondeu: “você faz objetos de arte”. Esse foi um dos impactos de potência relatado pelo artista a respeito de seu trabalho, porque a galerista já possuía olhar minucioso e sagaz por já ter exposto, à época, grandes mestres.

Reforçado pelo entusiasmo do próprio projeto da exposição, a antimatéria se materializa; blefe que nos induz perguntar o que realmente vemos e sentimos.

No primeiro andar da galeria serão apresentados 7 múltiplos  do artista e projeções de 4 vídeos de performances de espetáculos realizados que serão exibidos na galeria. Durante o período da exposição, será lançado um documentário sobre vida e obra do artista a ser agendado.

 

Exposição: Antimatéria

Abertura: 10 de novembro de 2022, das 18h às 22h

Visitação: até 22 de fevereiro de 2023 (entrada franca)

Telefone 11. 3083-6322, e-mail info@raquelarnaud.com

 

Galeria Raquel Arnaud

Rua Fidalga, 125 – Vila Madalena