Obras disponíveis

Biografia

buenos aires_argentina, 1986. vive e trabalha em valência_espanha

Das obras de Felipe Pantone, emergem gradientes de neon, formas geométricas, padrões ópticos e grelhas irregulares, como se pode ver em Variabilidade Subtractiva P2, Variabilidade Subtractiva P3 e Variabilidade Subtractiva P4, série realizada em 2020. Diante da produção de Pantone, os espectadores têm uma sensação de vibração à medida que se movimentam. Para conseguir este efeito, o artista utiliza um software de modelação 3D, que pode depois ser refletido em afrescos, murais, pinturas e até esculturas.

Nascido em Buenos Aires, Felipe Pantone mudou-se muito cedo com a sua família para a Espanha, onde desenvolveu a maior parte do seu trabalho. Na cidade de Valência, participou da criação do coletivo Equipo D.O.C.S., reconhecido pelas suas experiências com letras e símbolos, enquanto continuou a desenvolver o seu próprio estilo de graffiti de vanguarda, o que mais tarde o levou a fazer parte do grupo europeu Ultra Boyz.

O trabalho de Pantone já foi exibido na Europa, América, Austrália e Ásia, com exposições em galerias de todo o mundo, incluindo a transformação de um Chevrolet Corvette de 1994 num objeto futurista, e diversas obras públicas, como a pintura do maior mural de Portugal. Entre as suas instalações públicas mais notáveis estão os murais encomendados pelo Palais de Tokyo em Paris (França), o mosaico da Universidade Politécnica de Valência (Espanha), os murais dos dois edifícios do Instituto Tecnológico de Monterrey (México) e o mural Optichromie encomendado pela Albright-Knox Art Gallery Public Art Initiative em Buffalo (EUA).

cv português

Overview